menu

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Entrevista Coordenador Futsal 2018/19


João Paulo Braga Seabra


O que o cativou no projeto da ADT?

A ADT é um clube que tem dados passos seguros no crescimento, fazendo
ano após ano aposta na formação. A sua localização, ou seja, na cidade de
Águeda, também pesou na minha decisão, pois considero que Águeda é uma
cidade com grande potencial desportivo e associativo.

Quais os objetivos?

O grande objetivo passa por consolidar o clube no mapa do futsal distrital, nomeadamente na 1 divisão distrital, e sendo um pouco mais ambicioso, não descartamos uma subida aos nacionais num período de tempo não muito longínquo, e é nesse sentido, que o clube continua a apostar na formação. Direi que para conseguir atingir esse objetivo é importante formar com qualidade. Queremos ser uma referência no futsal mais jovem a nível concelhio, e regional, e não é por acaso que o clube está a passar por um processo de certificação a nível da FPF. 
A nível competitivo na formação, os resultados não serão uma prioridade, mas claro que queremos formar mas também se nas horas de decisão se as coisas se proporcionarem, não vamos deixar de lado a possibilidade de alcançar algum resultado mais significativo e que se traduza em títulos. A nível sénior, o objetivo é a permanência e a procura da melhor classificação possível. Queremos criar uma equipa competitiva e que seja um exemplo para todos os atletas do clube.

Na formação, o que pretende introduzir?

Principalmente foco no atleta e na sua formação enquanto jogador e Homem, organização e métodos de trabalho. Formar treinadores para estes poderem formar os atletas. Pretendemos seguir o plano de formação dos atletas, projetado pela FPF.

A ADT pode, a médio prazo, ser uma potência na região?

Sim, sem dúvida! É esse o nosso objetivo.

Que objetivos já foram conseguidos ou concretizados?

Desde o início da época, posso destacar 4 que foram amplamente conseguidos. O estágio de pré-época realizado fora de portas que juntou 4 escalões (Séniores, juniores, juvenis e iniciados), e que foi bastante importante para um melhor conhecimento de todos os envolvidos. A realização de uma ação de formação, onde estiveram presentes cerca de 70 treinadores das mais variadas modalidades e pontos do país, visto que era uma ação de componente geral. A terceira e uma das mais importantes, a atribuição a cada escalão de um Padrinho, que ficou a cargo de alguns jogadores da equipa sénior, nomeadamente, Mário Pires nos juniores, Ricardo Quintas nos juvenis, Erineu Landim nos iniciados, Diogo Matos nos infantis, e João Pedro (Jota) nos benjamins. A ideia dos padrinhos é que os mesmos acompanhem as equipas apadrinhadas e que sejam referências para os atletas das respetivas equipas. Para o fim deixo aquela que consideramos mais relevante, que é a criação da escolinha de futsal, nomeadamente com a equipa de petizes que arrancou no mês de Novembro, e que já conta com alguns atletas inscritos, com treinos às quartas-feiras. 

O que ainda não foi concretizado?

Neste ponto, são as coisas mais de ordem de planificação a nível de organização, gestão e sobretudo de questões do foro técnico que estão ainda um pouco atrasadas.

Quais as maiores dificuldades que tem encontrado?

A figura do coordenador é algo novo no clube, e deste facto é perfeitamente normal que haja uma certa desconfiança ou até mesmo um olhar de soslaio para o coordenador. Mas a resistência em relação à mudança nem sempre sendo pacífica, com alguns obstáculos, está agora numa fase de melhor assimilação por parte dos treinadores, na aceitação das diretrizes e regras estipuladas quer por mim quer pela direção. Neste ponto os treinadores têm de começar a mudar e a pensar menos em si e mais naquilo que é formar de acordo com as prioridades definidas pelo clube.

Como está a correr a época?

Como referi anteriormente, o ganhar não é prioridade, a prioridade passará sempre por formar e tentar fruto da formação abastecer a equipa sénior todos os anos com 3-4 jogadores. Dentro do segundo sentido da pergunta, é evidente que conhecendo bem os plantéis de todas as equipas, as coisas estão a correr dentro do esperado e planeado inicialmente, sendo que num escalão ou outro as coisas poderiam estar um pouco melhores. A nível da equipa sénior as coisas estão a correr muito bem, estando a nossa equipa neste momento em 1º lugar, fruto do compromisso, responsabilidade e do trabalho realizado diariamente nos treinos.

Falou à pouco que o clube atravessava um processo de certificação, quer falar um pouco mais sobre esse processo e do que se trata?

O Processo de Certificação da FPF visa avaliar, reconhecer e certificar a atividade de todas as Entidades que disponibilizam formação nas modalidades de futebol e futsal a jovens praticantes até aos 19 anos e, dessa forma, contribuir de forma decisiva para elevar os padrões de qualidade do processo de formação dos praticantes em Portugal. A partir da época 2020-2021, apenas as equipas certificadas poderão competir em provas nacionais. Nós ADT, estamos empenhados na certificação e de tentar vermos reconhecidas as nossas competências enquanto clube formador.

Para finalizar, quer deixar alguma mensagem?

Que todos os sócios, simpatizantes, amigos, pais, patrocinadores, continuem a apoiar a ADT, para que deste modo possamos continuar a crescer e sermos um clube de referência, não só a nível concelhio, mas também regional. 


segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Resumo do Fim de Semana 1 a 02/12

Seniores

AD Travassô 7 x Luso 0
ADT: David Anthony; Rui Génio, Robinho (1), João Pedro (2), Ricardo Quintas, Diogo Jesus, Vasco Santos (2), Erineu Landim, Jota (1), Diogo Matos, Daniel Brites e João Marcelo (1).
Treinador: Jorge Marques, Treinador-Adjunto João Braga
Diretores: Fernando Matos e Carlos Fernandes    Fisioterapeuta: Patrícia Simões

Em cumprimento 7ª jornada do CD Grande Hotel Luso, recebemos neste fim-de-semana, 02/12/2018 a equipa do LUSO, a qual ainda não conseguiu obter qualquer ponto. Para a nossa equipa um jogo de extrema importância que nos permitiria alcançar o 1º lugar na tabela classificativa devido aos deslizes das equipas do Bairros e Beira-Ria. A equipa adversária procurou sempre baixar a sua linha de defesa, mas nem por isso impediu que levássemos perigo a sua baliza, embora a eficácia nem sempre fosse a melhor presente, tendo com isso somente aos 16:46min após uma tentativa de contra-ataque da equipa adversária junto ao meio campo, Vasco (9) recuperou a posse da bola e passou para Brites (13) que assistiu a Vasco (9) que de frente a baliza adversária inaugurou o marcador do jogo (1X0). Devido a termos assumido todo o controlo do jogo, em algumas situações permitimos que o adversário em contra-ataques rápidos fosse com perigo a nossa baliza, os quais iam sendo prontamente anulados pelo nosso guarda-redes que esteve em grande nível. No minuto 12:32 após alguns remates dentro da pequena área adversária a bola sobrou para Vasco (9) que oportunamente bisou na partida (2X0).

Com este resultado a nossa equipa procurou manter o ritmo, embora a eficácia continuou a não ser a pretendida, até chegar aos 4:08min após remate de Jota (11) em contra-ataque esta resvalou na defesa e João Pedro (6) na entrada da área chutou forte sem defesa para o guarda-redes (3X0) e não demorou muito e aos 1:11min após uma recuperação mo meio campo através de Marcelo (14) que passou para Vasco (9) e este assistiu a Marcelo (14) dentro da pequena área, (4X0). Resultado da 1ª etapa do jogo. Na 2ª etapa entramos com mais pressão mais ainda com pouca eficácia vindo o resultado somente a ser alterado aos 16:11min após uma defesa do nosso guarda-redes David (1) que em assistência a Jota (11) atrás da defesa adversária, desviou sobre o guarda-redes adversário (5X0). Aos 7:55min em cobrança de uma lateral no campo adversário Quintas (7) assistiu a João Pedro (6) que rematou e bisou também na partida (6x0). Já aos 3:18min após uma disputa da posse da bola dentro da pequena área na lateral direita. Marcelo (14) assistiu a Robinho (5) dentro da área que desviou do guarda-redes, (7x0),marcando um golo de belo efeito fixando o resultado final da partida.

Juniores

Covão do Lobo 6 x AD Travassô 3
ADT: Bernardo, Zé, João Pedro, Tiago, Fábio, Rúben Martins, Rúben Oliveira, Luís, Tero (1), André, Renato (1) e Xico (1)
Treinador: Vasco Santos, Jota Reis               Diretores:  João Morais, Joaquim Silvestre

Jogo pouco conseguido da nossa parte, pouca entrega, intensidade e vontade o que foi crucial para o resultado não ser a nosso favor. Mérito para a equipa adversária que mostrou mais vontade e aproveitou os nossos erros. 
Próximo jogo será domingo às 16h em Travassô contra o Futsal Azeméis

Juvenis

Clube Albergaria 13 x AD Travassô 1
ADT: Gabriel Marques, João Marques (cap.), João Melo, Bruno Reis (1), Cristiano Póvoa, Ricardo Matos, Diogo Gaspar, Pedro Falcão, Daniel Martins, Nádia Pinheiro
Treinador : João Braga     Diretores: Abel Gonçalo e Carlos Matos 

A equipa entrou bem no jogo a pressionar alto e a obrigar a equipa da casa a cometer muitos erros. Após sofrer o 1º golo a equipa abanou e nunca mais se encontrou, proporcionando um resultado volumoso à equipa da casa. Notas ainda para a não concretização de uma grande penalidade a nosso favor, a expulsão de 2 atletas da nossa equipa muito forçadas, sobretudo a da nossa atleta Nádia, num jogo onde a equipa de arbitragem teve critérios diferentes para com as 2 equipas penalizando a nossa equipa desde o início com cartões amarelos. Nesses 2 períodos de inferioridade numérica a equipa não sofreu golos, tendo inclusive marcado o tento de honra. Na próxima jornada recebe a equipa do Crecus, sábado pelas 15h30.

Iniciados

 AD Travassô 3 x Barrô 2
ADT: Sandro Tavares ©, Gonçalo Valente, Tiago Sousa, Luís Ferreira, Filipe Clemente (2), David Tavares (1), Francisco Figueiredo, Rodrigo Antunes, Diogo Chula, Leonardo Duarte, Daniel Borges, Pedro Carvalheiro.
Treinador: Sandro Lopes. Treinador Adjunto: Ricardo Souto. Treinador GR: Carlos Vidal, Daniel Figueiredo. Delegado: Luís Clemente. Fisioterapeuta: Patrícia Simões. Padrinho: Erineu Landim.

Receção ao líder Barrô e perspetiva de um dérbi emotivo. As expetativas não saíram defraudadas. Grande entrega, enorme intensidade e uma excelente atitude de todos os atletas durante o encontro originou um “jogaço”! Com muitas oportunidades durante a primeira parte, o golo de Filipe fazia a diferença. Resultado ao intervalo de 1-0. Na segunda parte o equilíbrio manteve-se e a entrega pelos 3 pontos era mútua. O Barrô empatou por duas ocasiões mas a ADT conseguiu sempre a melhor resposta, fixando o resultado final de 3-2.
Parabéns a todos os intervenientes pelo fantástico jogo.

Infantis

AD Travassô 2 x Adrep 3
ADT: Rafael, Tomás Pires, Tomás Lopes, Gonçalo, Diogo, Francisco, Sandro, André (1) e Cristóvão (1)
Treinador: Jorge Matos, Miguel Correia          Diretores: Alexandre Pires, Joaquim Lopes

Um jogo bem disputado entre duas equipas bastante equilibradas. Mas, por parte do Travassô, na segunda parte, existiu alguma desconcentração dos jogadores e isso levou a alguns momentos menos bons. Esta parte mais negativa fez com que os jogadores da Adrep aproveitassem para pontuar. 

Benjamins

 Luso 15 x AD Travassô 0  
ADT: Pedro Gaspar, Leonor, Rafael, Lucas Pires, Lucas Santos, Matias, Afonso, Fábio, Tiago e Rodrigo
Treinador: João Pimenta           Diretores: Humberto Costa e Steven Pires 
Fisioterapeuta: Patrícia Simões

Um jogo onde o adversário tem outros argumentos e foi sempre superior tanto na primeira parte como na segunda. De registar a boa exibição do guarda-redes do Travassô.

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Resumo do Fim de Semana 24 a 25/11

Seniores

Arca 0 x AD Travassô 4 
ADT: Marcelo Fernandes; Rui Génio, Ruben Ramos, Mário Pires, João Pedro, Ricardo Quintas, Vasco Santos (2), Erineu Landim (1), Jota (1), Diogo Matos, Daniel Brites e Robinho. 
Treinador: Jorge Marques, Treinador-Adjunto João Braga
Diretores: Fernando Matos e Carlos Fernandes    Fisioterapeuta: Patrícia Simões

Neste fim-de-semana fomos a Aguada de Baixo cumprir a  6ª jornada do CD Futsal Seniores da 1ª Divisão, em mais um Derby em que o piso escorregadio com o tempo de chuva foi o principal opositor do jogo, pois a equipa adversária na 1ª etapa da partida permitiu que a posse de bola estivesse quase sempre sob nossa responsabilidade, pelo que fomo assumindo as despesas do jogo. Em uma das poucas ofensivas da equipa adversária pela ala esquerda em nossa área, Vasco (9) recuperou a posse da bola e em contra-ataque rápido ficou de frente ao guarda-redes e assinalou o 1º golo da partida aos 12:14min (0X1). Mesmo com este resultado o jogo continuou no mesmo ritmo, e em poucas tentativas da equipa adversária, esta sempre teve em nosso guarda-redes a sua maior dificuldade. Já a nossa equipa sempre com mais posse de bola desperdiçou algumas oportunidades em que as transições não tiveram nos seus melhores dias até chegar aos 11:11min após uma assistência de Quintas (7), Jota (11) desviou de forma subtil sob o guarda-redes fazendo o 0X2, resultado que se manteve inalterado na 1ª etapa do jogo. 
Na 2ª etapa a equipa adversária entrou mais agressiva na recuperação da posse de bola e desperdiçou algumas oportunidades de golo. Aos 5:57min a equipa adversária avançou com o guarda-redes e em recuperação Brites (13) assistiu Erineu (10) que finalizou (0X3). Com este resultado a equipa adversária manteve a pressão em nossa área e em diversas recuperações voltamos a desperdiçar oportunidades de golo até chegar aos 2:54min após recuperação da posse de bola dentro da nossa área, Robinho (14) assistiu a Vasco (9) na ala esquerda que rematou para a baliza deserta (0X4), resultado final do jogo. Destaque para as estreias dos juniores Marcelo e Robinho na equipa sénior tendo Robinho inclusive participado na partida, reforçando a clara aposta do clube na sua formação.

Juniores

AD Travassô 3 x Albergaria 3
ADT: Zé, Bernardo, João Pedro, Fábio (1), Xano, André (1), Rúben, Luís, Tero (1), Rúben Oliveira, Xico e Renato 
Treinador: Vasco Santos, Jota Reis               Diretores:  João Morais, Joaquim Silvestre

Primeiro jogo da segunda volta em que queríamos começar logo com uma vitória, o que não foi possível devido à nossa falta de atitude e falta de vontade o que não pode acontecer. Entramos melhor e marcamos primeiro com Fábio, primeira parte em que tivemos inúmeras oportunidades mas não as concretizámos e a equipa adversária faz o 1-1 mesmo a acabar o primeiro tempo. Na segunda parte entramos muito mal, completamente desconcentrados e o Albergaria aproveitou aumentando logo o resultado para 1-3. Ao longo do jogo fomos tendo oportunidades e fizemos o 3-3 já perto do final. Próximo jogo será fora no Domingo dia 2/12 às 11h contra o Covão do Lobo.

Juvenis

AD Travassô 4 x Covão do Lobo 2
ADT: Gabriel Marques, João Oliveira  (1), João Marques, João Melo  (1), Bruno Reis  (1), Cristiano Póvoa  (1), Diogo Gaspar,  Pedro Falcão, Daniel Martins, Jorge Silva, Nádia Pinheiro e Ricardo Matos.
Treinador : João Braga     Diretores: Abel Gonçalo e Carlos Matos

Vitória arrancada a ferros e conseguida nos últimos 30 segundos. 1 parte de fraca qualidade e baixa intensidade da nossa parte, onde fomos pouco consistentes e lestos na construção de jogo, o que permitiu à equipa visitante ir para o intervalo a vencer por 2-1. O intervalo fez bem à nossa equipa pois a mesma voltou com outra atitude e vontade. O tempo ia passando e o golo teimava em não aparecer. Foram desperdiçadas algumas boas ocasiões com o guarda redes visitante a brilhar entre os postes. Já na parte final do encontro 1 bruno em jogada de insistência empatar ia o jogo e depois João Oliveira já dentro dos 30 segundos finais consumariam a reviravolta no marcador. Haveria tempo ainda para Marcelo com um grande golo fechar o marcador a 5 segundos do final. Vitória merecida, sobretudo pela 2 parte que a equipa realizou, frente à um opositor que deu excelente réplica. No próximo sábado pelas 17h00 jogo em albergaria frente ao clube local.

Iniciados

 Luso 3 x AD Travassô 3
ADT: Sandro Tavares, Gonçalo Valente, Tiago Sousa, Luís Ferreira, Filipe Clemente (2), David Brandão, Francisco Figueiredo, Rodrigo Antunes (1), Diogo Chula (c), Renato Augusti, Daniel Borges, Pedro Carvalheiro.
Treinador: Sandro Lopes. Treinador Adjunto: Ricardo Souto. Treinador GR: Carlos Vidal, Daniel Figueiredo. Delegado: Luís Clemente. Fisioterapeuta: Patrícia Simões. Padrinho: Erineu Landim.

Entrada em falso originou golo de bola parada logo no primeiro minuto. A equipa ADT conseguiu estabilizar, e respondeu com 3 golos sem resposta. Resultado ao intervalo de 3-1.
A segunda parte foi bastante equilibrada e com algumas oportunidades para ambas, mas a equipa visitada foi mais eficaz, conseguindo o empate mesmo nos últimos instantes do encontro. Resultado justo de 3-3.
Aos nossos Atletas muitos PARABÉNS pela atitude e empenho durante todo o encontro.

Infantis

P 8 Ancas 6 x AD Travassô 3
ADT: Rafael, Tomás Pires, Tomás Lopes, Gonçalo, Diogo, Francisco, Sandro, André, Cristóvão, Guilherme Mascarenhas, Rodrigo, Leonor
Treinador: Jorge Matos, Miguel Correia          Diretores: Alexandre Pires, Joaquim Lopes

Jogo bem disputado em que apesar da boa réplica não foi suficiente para conquistar um resultado positivo. Nota-se uma evolução nos processos de jogo, pelo que é preciso continuar a trabalhar pois estamos no bom caminho.

Benjamins

 AD Travassô 2  x Adrep 21
ADT: Pedro Gaspar, Rafael, Leonor, Lucas Santos, Lucas Pires, Matias, Afonso, Leonardo, Fábio, Tiago e Rodrigo
Treinador: João Pimenta           Diretores: Humberto Costa e Steven Pires 
Fisioterapeuta: Patrícia Simões

Jogo com algum equilíbrio nos primeiros dez minutos depois total domínio da equipa da Adrep no resto da primeira parte e em toda a segunda parte que lhe permitiu construir um resultado volumoso.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Resumo do Fim de Semana 17 a 18/11

Seniores

AD Travassô 4 x Barcouço 2
ADT: David Anthony, Ricardo Souto (1), Rui Génio, Ruben Ramos (2), João Pedro, Ricardo Quintas (1), Vasco Santos, Erineu Landim, Jota, Diogo Matos, Daniel Brites e João Marcelo. 
Treinador: Jorge Marques, Treinador-Adjunto João Braga
Diretores: Fernando Matos e Carlos Fernandes    Fisioterapeuta: Patrícia Simões

Um jogo de nervos e de grandes emoções, foi assim que recebemos a Equipa do Barcouço, campeã da época 2017/18 da 2ª Divisão Distrital de Aveiro em Futsal. Uma equipa que reforçou o seu plantel com 5 novos atletas com o objetivo de marcar a diferença nesta época, mas com um início menos positivo de um empate, uma derrota, e em recuperação com duas importantes vitórias seguidas. Com a vantagem de jogar em nossa casa entramos em força e velocidade logo de início a equipa adversária recuou no seu campo, mas a eficácia não esteve muito presente com o desperdício de diversas oportunidades para abrir o resultado do jogo. Já a equipa adversária em jogo rápido na reposição da bola em campo atrás da nossa defesa ofereceu diversas ocasiões de grande perigo a nossa baliza, mas foi quase sempre defrontada com a grande exibição do nosso guarda-redes que fez a diferença em todo o jogo com defesas inigualáveis. O resultado somente veio a ser alterado aos 10:06min após a cobrança de um canto na assistência de Jota (11) a entrada da área para Rúben (4) que marcou no 1º poste (1X0). Mesmo com um jogo totalmente equilibrado em que as equipas mantiveram sempre o seu estilo de jogo, estivemos melhor nas transições rápidas e na posse de bola e foi numa transição rápida que Rúben (4) assistiu a Quintas (7) aos 7:45min que ampliou o resultado, (2X0). 
Mas a equipa do Barcouço não se abalou e avançou em campo e após dois remates seguidos defendidos pelo guarda-redes, Erineu (10) tentou aliviar dentro da pequena área e desviou para a própria baliza aos 5:06min (2X1), resultado da 1ª etapa. Na 2ª etapa o jogo tornou-se mais aguerrido na luta pela posse de bola tendo a equipa do Barcouço beneficiado de um penalti para igualar o resultado do jogo aos 10:59min (2X2), mas ao contrário do que do que se temia a nossa equipa voltou a pressionar no jogo e após uma defesa do nosso guarda-redes Diogo (12), este avançou em campo em grande velocidade e assistiu a Rúben (4) no 2º poste aos 9:06min (3X2). Com este resultado e com um jogo ainda assim indefinido no seu resultado a equipa adversária avançou com o guarda-redes em campo, mas a nossa defesa esteve em grande e não permitiu perigo a nossa baliza. Já com o jogo a terminar aos 2seg finais Diogo (12) em reposição de bola assistiu Ricardo (2) que em mergulho cabeceou para dentro da baliza adversária, (4X2). 

Juniores

Luso 1 x AD Travassô 2
ADT: Bernardo, Zé, João Pedro, Robinho, André, João, Luís, Renato (1), Tero, Xico, Rúben Oliveira e Rúben Martins (1)
Treinador: Vasco Santos, Jota Reis               Diretores:  João Morais, Joaquim Silvestre

Jogo intenso, bem jogado e com duas equipas a querer ganhar o jogo e acima de tudo muito respeito e fair-play. Entramos melhor e muito cedo chegamos ao golo por Rúben Martins. O Luso num contra-ataque chegou ao empate num lance em que defensivamente não estivemos bem. Voltamos a ter bola e voltamos a mandar no jogo e num livre estudado Renato faz o 1-2. O segundo tempo estivemos novamente com mais vontade e com mais bola, e com inúmeros lances de golo que infelizmente não concretizámos por displicência própria. 
Nesse jogo houve uma atitude que foi merecedora de um cartão branco, quando foi assinalado um penalti a favor do Travassô e o nosso treinador mostrou uma atitude de fair-play chamando o árbitro e informou que não era penalti.

Juvenis

 AD Travassô 1 x Saavedra Guedes 11
ADT: Ricardo Matos; João Marques; João Oliveira (1);João Melo; Bruno Reis; Gabriel Marques; Daniel Martins; Diogo Gaspar; Pedro Falcão; Cristiano Póvoa; Jorge Silva; André Xavier
Treinador: João Braga                       Diretores: Abel Gonçalo, Gonçalo Marques, Carlos Matos

Jogo pouco conseguido da nossa parte, onde apenas estivemos bem até ao 1-1. Daí para a frente a equipa esteve sempre muito desconcentrada permitindo muitas facilidades à equipa visitante que alcançou uma vitória por números bastante expressivos. Segunda-feira dia 26 pelas 21h15 recebemos o Covão do Lobo no arranque da 2 volta.

Iniciados

 AD Travassô 6 x Beira Mar 3
ADT: Sandro Tavares, Gonçalo Valente (3), Tiago Sousa (C), Luís Ferreira, Filipe Clemente, David Tavares (1), Francisco Figueiredo (1), Rodrigo Antunes (1), Diogo Chula, Leonardo Duarte, Daniel Borges, Pedro Carvalheiro
Treinador: Sandro Lopes. Treinador Adjunto: Ricardo Souto. Treinador GR: Carlos Vidal, Daniel Figueiredo. Delegado: Luís Clemente. Fisioterapeuta: Patrícia Simões.

Início de jogo muito equilibrado com as equipas a arriscarem pouco ou nada. A meio da primeira metade os visitantes fazem 2 golos sem resposta. A partir daqui os nossos atletas “arregaçaram as mangas” e foram à procura do resultado. Mais desequilíbrios, mais oportunidades, e os golos acabaram por aparecer. Kiko e David repõem o empate. Resultado ao intervalo: 2-2.
A vontade de ganhar vantagem era grande e logo no recomeço Rodrigo faz o 3-2. A pressão continuava alta e Gonçalo com um “hat-trick” fixa o resultado final de 6-3 para a ADT. De realçar a estreia em jogos oficiais do nosso atleta Pedro Carvalheiro. Parabéns a todos os intervenientes do jogo pelo espetáculo.

Infantis

AD Travassô 5 x Belazaima 3
ADT: Rafael, Tomás Pires, Tomás Lopes, Gonçalo, Diogo, Francisco, Sandro,  André, Cristóvão, Guilherme Mascarenhas, Henrique Garcia, Rodrigo
Treinador: Jorge Matos, Miguel Correia          Diretores: Alexandre Pires, Andreia Matos

Um jogo emotivo ou não fosse um dérbi em que no final a vitoria sorriu a nossa equipa que esteve muito regular ao longo de toda a partida. Um resultado justo numa partida muito bem disputada.

Benjamins

 AD Travassô 1 x Barcouço 9
ADT: Pedro Gaspar e Leonardo; Matias, Guilherme, Afonso, Leonor, Rafael, Lucas Santos, Lucas Pires, Tiago Saraiva, Fábio 
Treinador: João Pimenta                       Diretores: Humberto Costa e Steven Pires

O Travassô no primeiro lance do jogo sofreu um golo onde o adversário foi sempre mais perigoso, chegamos ao intervalo a perder por cinco a zero. Na segunda parte o Travassô esteve melhor mas com vencedor justo, Barcouço por 9x1, graças a sua superioridade sobretudo a nível individual.